Harvard Business Review - Brasil - Edição 9711 (2019-11)

(Antfer) #1
Harvard Business Review

hbrreprint R1911B–P


FOCO

oscEos de melhor


desempenho no


mundo | pág. 24
Ao contrário dos rankings
baseados em avaliações
subjetivas ou métricas de curto
prazo, a lista da HBR se baseia em
medidas objetivas de desempenho
durante toda a vida profissional
do executivo — e esses “números
da carreira” tendem a se manter
estáveis. Não surpreende, então,
que 65 dos melhores CEOs do ano
passado estejam novamente na
lista deste ano.
Eles reaparecem apesar da
mudança de nossa metodologia
desenvolvida para refletir o fato
de que um número crescente de
fundos e pessoas, agora foca muito
além de métricas do lucro líquido
da empresa ao tomar decisões de
investimentos: nos quatro últimos
anos, uma média ponderada dos
escores ambiental, social e de
governança representavam 20%
do ranking final de cada CEO.
Neste ano aumentamos essa
parcela para 30%.

ociclodevidadocEo
James M. Citrin, Claudius A.
Hildebrand e Robert J. Stark
pág. 32
Por quanto tempo um CEO
deve permanecer na função?
Executivos e membros de
conselhos têm uma ideia, mas se
baseiam em histórias pitorescas,
suposições e regras de ouro.
Para ir além do senso comum,
os pesquisadores da empresa
de recrutamento Spencer
Stuart realizaram um estudo
sobre o desempenho típico de
CEOs ao longo da carreira. Eles
descobriram um padrão comum
de altos e baixos, que estão
divididos em cinco períodos
distintos. Essa estrutura
deve permitir que CEOs e
conselhos comuniquem-se
mais francamente. Ela também
pode evitar que os conselheiros
dispensem um CEO de alto nível
durante um período temporário
e previsível de desempenho
insatisfatório ou tolerem
desempenho medíocre por um
tempo maior do que deveriam.

o guia da


aposentadoria


docEo
Bill George | pág. 38
Alguns CEOs permanecem
no comando por um período
demasiadamente longo,
prejudicando investidores,
funcionários e seu próprio legado.
O autor inferiu uma razão comum
para isso: os CEOs não sabem
identificar o momento certo de
se aposentar e o procrastinam
porque não conseguem imaginar
o que farão depois que deixarem o
cargo. No artigo, o autor apresenta
perguntas que os CEOs podem
fazer a si mesmos para determinar
a hora certa de sair, um processo
passo a passo para se afastar da
empresa e uma visão geral das
opções que um ex-CEO pode
considerar satisfatória.

cEo 100, edição 2019


Lista anual da HBR dos CEOs de melhor desempenho no mundo (^) | pág. 23
Resumo da edição Novembro 2019

Free download pdf