JORNAL IMPACTO - 06-03-2020

(IMPACTO) #1
IMPACTO ENTRETENIMENTOCADERNO I
Sexta-feira
6 de março de 2020 WWW.IMPACTONOTICIAS.COM.BR 15

Ruth Duarte Menegatti, juíza da 3ª Vara do Poder Judiciário de
Adamantina, participa de livro sobre carreira profissional das mulheres

JOÃO VINÍCIUS | GRUPO IMPACTO

‘Carreira Feminina’ é tema de


livro; juíza de Adamantina é


uma das escritoras


DAYANE
MILANI
GRUPO IMPACTO


A juíza Ruth Duarte Menegatti, da
3ª Vara do Poder Judiciário de Ada-
mantina, é uma das 18 escritoras que
compõe o livro ‘Carreira Feminina’.
Os desafios da carreira de mulheres
de diferentes áreas de atuação foram
organizados e transformados na obra
‘Carreira Feminina – Transformando
desafios em realização’. O primeiro
livro do HubMulher, que será pré-
-lançado no mês em que se comemora
o Dia Internacional da Mulher – 8 de
março.
Além da magistrada de Adaman-
tina, executivas, professoras e empre-
endedoras contam como enfrentaram
os grandes desafios que costumam
marcar as diferentes fases da carreira
feminina - o primeiro emprego, a ma-
ternidade, preconceitos, mudanças de
rumo, mostrar o seu valor e alcançar
a liderança nas organizações.
Ao IMPACTO, a juíza pontua que
conheceu o trabalho do HubMulher
por meio de um projeto realizado
com jovens da periferia de São Paulo
(SP), onde teve a oportunidade de
saber de outras ações direcionadas
as mulheres que objetivam revelar
novas perspectivas. Ela comenta que
nesta oportunidade conheceu uma
das fundadoras do HubMulher, Ana
Paula Arbache, que a apresentou as
demais autoras.
“A Ana Paula reuniu diversas mu-
lheres das mais variadas profissões. A
proposta foi escrever sobre a carreira
jurídica. No intuito do fortalecimento
feminino, iniciamos o projeto. Fiquei
muito feliz com o convite, e junto
com todas estas mulheres contamos
cada uma um pouco da sua história.
É um projeto que cria e acompanha o
movimento global de valorização da


Ação da Assembleia de Deus


arrecada leite para PAI Nosso Lar


Única selecionada na região, Adamantina receberá


capacitação do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas


NESTE SÁBADO


PELA TERCEIRA VEZ


A igreja evangélica Assembleia
de Deus, ministério do Belém em
Adamantina, em parceria com o
PAI Nosso Lar (Polo de Atividades
Integradas), realiza a campanha
denominada ‘+ que Doação, é um
ato pela vida!’, que busca arrecadar
caixas de leite.
A ação será neste sábado (7), das
8h às 17h, e conta com o apoio dos
membros da igreja e sociedade ada-
mantinense. Os pontos de arrecada-
ção são: Rede de Supermercados Sete,
Super Godoy, Supermercado Real e


LUDHMILA
JORGE
ESPECIAL PARA O IMPACTO


Na terça-feira (3), a Secretaria
de Cultura e Economia Criativa do
Estado de São Paulo, por meio da
Unidade de Difusão Cultural, Biblio-
tecas e Leitura, divulgou as 19 cidades
selecionadas para sediar as capacita-


Supermercado Suzano. Equipes da
Semada (Secretaria de Missões da
Assembleia de Deus de Adamantina)
estarão em cada um destes estabeleci-
mentos recebendo as doações.
O consumo mensal de leite no
PAI Nosso Lar chega próximo aos
980 litros, para suprir a necessidade
dos 144 pacientes, atendidos 100%
por meio do SUS (Sistema Único de
Saúde).
Para os administradores da Clíni-
ca, o empenho da sociedade aliado a
gestão comprometida traz resultados

ções presenciais do SisEB (Sistema
Estadual de Bibliotecas Públicas de
São Paulo) em 2020. Adamantina se
destaca por ser o único município da
região de Presidente Prudente sede
da capacitação.
A capacitação será realizada pelo
terceiro ano consecutivo na cidade.
Para a seleção foram utilizados cri-
térios técnicos de avaliação, como
análise de desempenho e participação

efetivos aos pacientes e moradores
do PAI Nosso Lar. Desde o início da
reestruturação, a população de Ada-
mantina e região é peça fundamental
na construção de um novo modelo
de administração, que tem à frente
membros da comunidade local.
São inúmeras ações realizadas du-
rante o ano que proporcionam uma
melhora no serviço, comprometido
com o lado humano dos atendidos. E,
mais uma vez, o PAI Nosso Lar conta
com a participação da comunidade
nesta campanha beneficente. D.M.

no ano anterior e comprometimento
das contrapartidas e pré-requisitos,
além da distribuição geográfica das
bibliotecas candidatas para atender
todas as regiões do estado.
O SisEB oferece, todos os anos,
vários cursos de capacitação para todo
o interior e litoral, com o objetivo
de estimular e apoiar as bibliotecas
públicas do Estado na democratização
da informação, do livro e da leitura.

mulher”, explica Dra. Ruth.
A juíza ressalta que todas as au-
toras compartilham os desafios da
carreira profissional. “Desde 2019
estamos trabalhando neste projeto.
Estas escritoras são mulheres, mães,
profissionais, avós, de diversas idades
e raças, que procuram trocar experiên-
cias e trazer um pouco de sonho, cada
uma em sua área”.
Dra. Ruth esclarece que a obra
busca inspirar outras mulheres para
que também possam contar as suas
histórias de superação. “São histórias
que se repetem. É um livro que conta
história de mulheres para mulheres.
São empreendedoras que enfrentam
grandes desafios em diferentes fases
da sua carreira. Esperamos inspirar
e empoderar outras mulheres em
suas próprias jornadas. São vozes
femininas, provando que é possível
transformar desafios em realização”,
conclui.

LANÇAMENTO
O pré-lançamento será nesta terça-
-feira (10), às 21h, durante o evento

Empreenda UniFAI, que ocorre até 12
de março no campus 2 do Centro Uni-
versitário de Adamantina. Ana Paula
Arbache, idealizadora e fundadora do
HubMulher, estará presente.
Já o lançamento oficial da publi-
cação será dia 18 de março, em São
Paulo, no Citicenter, onde haverá uma
noite especial com leitura de capítulos,
papo com as autoras e autógrafos.
Neste dia está previsto ainda a partici-
pação de todas as autoras, que usarão
lenços confeccionados por mulheres
vítimas de violência doméstica.
Toda a renda arrecadada com a
venda do livro será direcionada para o
HubMulher a ser investido em proje-
tos direcionados ao público feminino
na continuidade da rede de apoio.

HUBMULHER
O HubMulher é um coletivo
formado por executivas e acadêmicas
que pretendem estabelecer conexões,
disseminar conhecimentos, legados e
boas práticas que possam auxiliar no
desenvolvimento pessoal e profissio-
nal de mulheres brasileiras.

Vinhos eslovenos


POR
SILVIO GRABOSKI

Já escrevi aqui que sempre que vou a São Paulo procu-
ro participar de degustações na SBAV – Sociedade Brasi-
leira dos Amigos do Vinho. Toda terça feira tem degusta-
ção.
Na última vez que participei tive oportunidade de co-
nhecer vinhos da Eslovênia, um pequeno país com cerca
de 2 milhões de habitantes, localizada no Leste Europeu,
limitado a norte pela Áustria, a leste pela Hungria, a leste
e a sul pela Croácia e a oeste pela Itália e pelo mar Adriá-
tico e que em passado recente pertencia à Iugoslávia.
Para ser sincero nunca havia ouvido falar de vinhos
eslovenos, mas a degustação me deu a oportunidade de
saber que esse pequeno país possui cerca de 28 mil viníco-
las e produz cerca de 100 milhões de litros por ano, sendo
que os brancos respondem por cerca de 75% da produção.
A paixão dos eslovenos pelo vinho é tão grande que o
título do hino nacional é “Um Brinde” e começa com os
seguintes versos: “Amigos! As vinhas nos frutificaram o
doce vinho, que nos reaviva as veias e nos limpa o coração
e o olho e apaga todas as preocupações renovando a espe-
rança no peito exausto!”
Embora sem tradição no mercado internacional, a
Eslovênia produz vinhos de boa qualidade, tendo por
características o frescor.
Os vinhos degustados foram da Vinícola Puklavec
Family Wines, uma empresa familiar como sugere o título
e no Brasil são distribuídos por uma empresa de Santa
Catarina.
Foram degustados seis vinhos, dos quais quatro bran-
cos e dois tintos.
Destaque para o branco produzido com a uva Furmint
que eu não conhecia. A origem dessa uva não é muito
clara, mas supõe-se que é nativa da Hungria, onde dá
origem ao famoso vinho Tokaj. A Furmint produz vinhos
complexos e de elevada longevidade, que apresentam uma
elegante coloração dourada. “Froment” em francês signi-
fica “trigo”, uma referência que se dá pela similaridade
entre a cor da uva e do grão. O vinho degustado era safra
2016, bem encorpado e untuoso, com aromas de flores
e frutas cítricas, como casca de limão e laranja, com boa
acidez que torna o vinho refrescante.
Dentre os tintos destaque para o corte de Cabernet
Sauvignon (60%) e Merlot (40%), safra 2016, com aromas
de frutas vermelhas, chocolate e pimenta, de corpo médio,
taninos finos e boa acidez, tendo estagiado por 12 meses
em barris de carvalho francês.
Os vinhos da Puklavec Family Wines podem ser adqui-
ridos no Brasil por meio da internet e custam entre 100 e
150 reais.

Leia outros artigos sobre vinho acessando
facebook.com/blogsantovinho
Free download pdf