Visão (11 a 17 Junho 2020)

(Banca) #1
11 JUNHO 2020 VISÃO 71

A


A formação digital conquista cada vez mais


adeptos, também eles portugueses.


A meta é aprender novas competências,


progredir ou criar uma nova carreira


CLARA SOARES

A febre dos MOOC (Massive Open
Online Courses), cursos gratuitos
online disponibilizados em massa,
começou há oito anos, quando Sebas-
tian Thrun, vice-presidente da Google,
lançou um curso sobre Inteligência
Artificial na internet e teve 160 mil
interessados em 190 países. A partir
daí, criaram-se plataformas com a
mais diversificada oferta, e aceder
a aulas e a cursos de universidades
prestigiadas e instituições de todo o
mundo tornou-se um fenómeno.
O processo é simples: basta con-
sultar as listas de tópicos de interesse
e aceder a conhecimentos específicos
a partir de uma ligação virtual, em
qualquer parte do mundo, à medida
das disponibilidades de tempo e dos
recursos de cada um. A maioria des-
tes cursos tem frequência gratuita,
sobretudo os dirigidos a iniciados, e
a diferenciação faz-se em função da
cotação atribuída pelos participantes
e da sua pertinência para obter uma
promoção ou desenvolver competên-
cias (soft skills incluídas).
A popularidade assenta na insti-
tuição, nos professores e nas qualifi-
cações mais requisitadas no mercado
de trabalho. A alma do negócio está
ancorada nas certificações, quase to-
das pagas, e que servem de cartão de
visita na hora de procurar emprego,


de mudar de carreira ou de progredir
naquela que se tem.
Patrick Götz é português, tem 45
anos e uma licenciatura em Admi-
nistração e Gestão de Empresas, na
Universidade Católica. Depois de anos
a trabalhar em multinacionais na área
financeira e no setor do automóvel,
decidiu apostar num projeto próprio e
fundou a Teckies, empresa de forma-
ção em robótica e programação para
crianças. “Eu já tinha o MBA do ISC-
TE e procurava um curso prático de
Gestão de Projetos sem os custos do
registo presencial”, explica. Encontrou
o que precisava na plataforma Udemy,
atrativa pela diversidade temática e
o registo low-cost: por pouco mais
de uma dezena de euros, o Techni-
cal Institute of America dá-lhe uma
certificação por 35 horas de formação
100% digital, ao seu ritmo, com aulas,
documentos escritos e vídeos. Além
de aprender competências novas em
pouco tempo, Patrick Götz aponta ou-
tra vantagem: “Quando terminar vou
candidatar-me ao exame do Project
Management Institute Portugal para
ter a acreditação e dar formação em
escolas e empresas.”

A REVOLUÇÃO DOS MOOC
Democratizar o acesso à educação
com qualidade sem as barreiras da
localização e do custo é o trunfo das
formações virtuais gratuitas ou low-
-cost de curta duração. Num artigo
publicado em janeiro, no site freeCo-
deCamp, Dhawal Shah, fundador do
Class Central, o maior motor de busca
para cursos online, dava conta de 450
cursos online gratuitos (MOOC) pro-
movidos pela Ivy League, o grupo das
oito escolas privadas norte-america-
nas de topo. O leque da oferta é vasto,
abrangendo áreas como Ciência da
Computação, Desenvolvimento Pes-
soal, Programação, Saúde e Medicina,
Engenharia e Matemática. Inquirido
Free download pdf