Visão (11 a 17 Junho 2020)

(Banca) #1
11 JUNHO 2020 VISÃO 75

A


carta chegou a São Bento
nos últimos dias de abril,
assinada por quase todos
os ex-chefes e muitos ex-
-vice-chefes do Estado-
-Maior do Exército, e ain-
da médicos, engenheiros,
professores universitários
e advogados. Entre os qua-
se 90 subscritores, tam-
bém o antigo Presidente da
República António Rama-
lho Eanes. Pediam a António Costa a “total
reabilitação” do Hospital Militar de Belém
(HMB), encerrado em 2013 e reaberto em
plena pandemia do novo coronavírus,
em abril, depois de uma intervenção que
custou ao Ministério da Defesa Nacional,
pelo menos, meio milhão de euros e que
o habilitou a receber doentes de Covid-19
com sintomas ligeiros ou assintomáti-
cos. Passou um mês e, além de nenhum
doente ainda ali ter entrado, da parte do
primeiro-ministro também não houve
qualquer sinal sobre o que defende para
o futuro daquelas instalações. “Perante os
apelos e os reptos lançados pela sociedade
civil, considero que há um dever ético e
político de resposta”, defende Ramalho
Eanes à VISÃO.
O antigo chefe de Estado assume-se
como “mero subscritor” de uma iniciativa
promovida e dinamizada por um outro
general, José Pinto Ramalho, ex-chefe do
Estado-Maior do Exército. Ainda que a
assinatura de Eanes só apareça na nona
posição – porque o próprio defendeu que a
lista fosse organizada por ordem alfabética
–, o facto de, numa atitude poucas vezes
vista no passado, se associar publicamente
a uma causa, dado que a considera de “in-
teresse nacional”, anima os militares e civis
que lutam contra a alienação do edifício. A
opção de João Gomes Cravinho é, porém,
outra. À VISÃO, o gabinete do ministro da
Defesa diz que se mantém o “plano pre-
visto anteriormente de transformar esta
infraestrutura numa unidade de cuidados
continuados”, passando-a para as mãos da
Câmara Municipal de Lisboa. Conhecido
em fevereiro do ano passado, esse plano,
segundo escrevia então o jornal Público,
previa uma parceria de gestão entre a au-
tarquia e a Santa Casa da Misericórdia de
Lisboa. Uma solução que leva alguns dos
promotores da carta entregue a António
Costa a falarem em “fatores estranhos” na
forma como o processo tem sido conduzi-
do. Norberto Sousa Bernardes, presidente
da Associação dos Militares na Reserva
e Reforma (Asmir), fala em “interesses

PEDRO RAÍNHO

Covid-19 Costa visitou o hospital
no final de março. As condições de
resposta ao vírus não o impressionaram

Generais ameaçam


Governo com tribunal


Defesa investiu 500 mil euros em obras
num hospital que Gomes Cravinho quer
transferir para a Câmara de Lisboa.
Militares e civis pressionam Costa para
manter gestão no Exército e pedem
reativação total de instalações
fechadas há sete anos

FORÇAS ARMADAS
Free download pdf