Folha de São Paulo (2020-10-25)

(Antfer) #1

aeee


mundo


DOMINGO, 25 DEOUTUBRODE2 020 A


  • SylviaColombo


santiagoOpaláciodeLaMo-
nedaestácercadoporgrades
metálicas.Fechadospelaqua-
rentenaoujá falidos ecompla-
casde“vende-se”,estabeleci-
mentos comerciaisestãocom
as portas demetal abaixadas.
Nelas,nosmuros enos pontos
deônibusdocentrodeSanti-
ago, pode-se ler: “aprovo”,“li-
berdadeapresospolíticos”,
“pelosnossosaposentados”,
“Constituição nova écomunis-
mo”,“Fora Foro deSãoPaulo”.
AoredordapraçaItália,
recentementerebatizadade
praçaDignidade,policiaisvi-
giamaestátuadogeneral Ba-
quedano.Ali, hámaisdeum
anoreúnem-semanifestan-
tesqueiniciaramummovi-
mentodeprotestosquedei-
xou 30 mortoseforçouogo-
vernoadeterminar que,nes-
te domingo( 25 ),mesmoem
meioàpandemiadecorona-
vírus,sejarealizadoumple-
biscitocomduasperguntas.
“Vocêquerumanova Cons-
tituição?”,àqualochileno
deveresponder“aprovo”ou
“nãoaprovo”, e“qualórgão
deveredigi-la?”,paraaqual
asopçõessãoaeleiçãode
umaAssembleiaConstituin-
te ouacriaçãodeumacon-
vençãomista, compostapor
parlamentaresjáeleitose
constituintes,aseremeleitos.
“Vouvotar‘aprovo’ porque
oEstadoprecisaestarmais
presente.Jánãocabemais
essaideia dequeomerca-
doeaspessoassecuidam
sozinhos. Compandemia?
Nummundocomcadavez
menostrabalho?”,dizPa-
bloMorón, 24 ,formadoem
informáticaedesempregado.
“PrecisamosdeumEsta-
domoderno,queacompa-
nheastransformaçõesdo
mundodotrabalho,queca-
paciteajuventudedegraça
equeprotejanossasaúde.”
MicaelaAránguez, 48 ,fun-
cionáriadeumbanco, pensa
diferenteevotará“nãoapro-
vo”. Para ela,oCongressojá é
pagopelocontribuinteeele-
germaispessoas sóvaicriar
mais custos aoschilenos.
“Tudoissoparaumproces-
solongo, caro,enquantoes-
tamoscomproblemasmuito
maisurgentes. Nãoéhoradeo
paísfazer esseesforço.” Arán-
guez tambémdefendequese-
riamaisfácil mudarapenasas
leisque,julgaela,nãoestão
funcionando,“comoadaPre-
vidência”, porquemudar toda
aConstituiçãoabriria “espaço
paraoscomunistas meterem
outras coisasdesnecessárias”.
Aalgumasquadras dapra-
çaItália,umgrupodemeni-
nasconversava.Numexemplo
decomoos interessessãodi-
fusosedecomoapautadas
manifestaçõespartiudaalta
natarifademetrô paraabar-
cartodaadesigualdadenopa-
ís, AnaParraguirre, 22 ,argu-
mentaquevotará “aprovo” pa-
ra queanovaCarta“dêode-
vidovaloràmulher”. “Quere-
mosleideaborto, queremos
garantiadeigualdadesalarial.”
Emboraaspesquisasdein-
tençãodevotodeemampla
vantagemao“aprovo”,com
69 %,contra 18 %do“nãoapro-
vo”, segundodadosdoDa-
taInfluye, nemporissoo
climaemSantiagoédefesta.
Noúltimodia 18 ,quandoati-
vistascelebravamoaniversá-
riodeumanodosprotestos,
duasigrejasforamqueimadas
ehouvesaquesacomérciose


supermercados.Seapande-
miahaviafeitocomqueain-
tensidadedosatosdiminu-
ísseporumtempo,nosúl-
timosmesesasmanifesta-
çõesvoltaramaganhartra-
ção—agora, comoaditivo
dacriseeconômicacausada
pelasmedidasdequarentena.
“Háumriscodequenema
aprovaçãoseja suficientepa-
ra acalmar os ânimos. Osma-
nifestantes queremmais.Sa-
bemqueoprocessoélongo,
quenãoresolveproblemas
urgentes,enãoquerempo-
líticostradicionaislideran-
doopercurso.Apolíticaes-
tá emdescrédito”,diz ocien-
tistapolíticoMarcoMoreno.
“Quemforeleito paraessa
Assembleiaterá deestar àal-
tura doquequeremos mani-
festantes,eédifícilqueisso
aconteça, porissocreioqueas
pessoascontinuarãonarua.”
Aatual Constituiçãochilena
foipromulgadaem 1980 ,du-
ranteaditaduramilitar ( 1973 -
1990 ). Substituí-lajáseriaum
símbolo importanteparaos
manifestantes.Para oanalista
político PatricioNavia,ofato
dequeaCartaédaépocade
AugustoPinochet,cujoregi-
mefoimarcadoportorturas,
mortes eviolaçõesdedireitos
humanos,éumamanchapa-
ra opaís,maselelembraque
odocumentojáfoi reforma-
doeque“suascoresmaisau-
toritáriasjá foramretiradas”.
“Temgentedefendendo
substituí-laapenasporque
elaleva amarca dePinochet.”
Aquelesquecriticammoti-
vosespecíficos daatualCons-
tituição condenamaênfasedo
documentonolivremercado
eospoucosmecanismosde
proteçãoatrabalhadores. A
Cartatambémélimitadaem
relaçãoagarantiasdequeo
Estadotemdeoferecersaú-
deeeducaçãoàpopulação.
Duranteseusdoismanda-
tos, acentro-esquerdistaMi-
chelleBacheletalterouapar-
te quedizrespeitoàeduca-
ção, porexemplo.Pormeio
deemendas,conseguiuque
40 %dos estudantes maispo-
bres nãopagassemauniversi-
dade.Antes,todospagavam.
Aindaassim,muitosainda
lutampelagratuidadetotal.
Masopontonevrálgicodo
debate éaPrevidência.OChi-
le possuiumsistemadecapi-
talizaçãoindividual,emque
cadatrabalhadorcontribui
com 10 %dovalordeseusa-
láriopara suaaposentadoria,
semaportedoEstadooucom
muitopouco,nocasodeseto-
resmaispobresdasociedade.
Osquedefendemamudan-
çadaConstituiçãoquerem
umsistemadeaposentado-
riamaisrobustogarantido
porlei.Osaposentadosdopa-
ís recebem,emmédia,entre
30 %e 40 %doseuúltimosa-
lárionaativa, algoemtorno
deUS$ 400 (R$ 2. 247 )—abai-
xodosalário mínimochileno.
Há,ainda,outros temasque
os manifestantes queremver
impressosnonovo texto: equi-
dadedegênero, assistência
médicauniversalegratuita,
maisparticipaçãodeindíge-
nas( 13 %dapopulação)nas de-
cisõespolíticasetransporte
públicogratuito, porexemplo.
Opresidente SebastiánPiñe-
ra disseesperar queaeleição
destedomingoocorraempaz
equeoschilenosexpressem
seudescontentamentopela
viademocrática. Seo“apro-
vo”ganhar,aseleiçõesestão
marcadasparaabrilde 2021.

Fúria dasruas


doChileenfim


encontra as urnas


emplebiscito


Poucomaisdeumanoapósonda


deprotestos,paísdecidesemudará


ConstituiçãodaépocadePinochet


santiagoSair daBolíviaem
temposdeagitaçãosocialnão
éfácil.Oaeroporto deLaPaz
ficaemElAlto, ondese chega
porruasestreitas etortuosas.
Ali,não aterrissamaviõesde
grandeporte. Asescalaspara
trajetos internacionaissãofei-
tasemSantaCruzdela Sier-
ra ouemCochabamba.Além
disso,ElAltoéumaregiãopo-
litizada,eécomumquehaja
bloqueiosemanifestações.
Destavez,aotentar sairda
Bolíviaapósaeleição,enfren-
teiimpedimentoduplo:greve
deaeroviáriosemSantaCruz
eofatodequeacidade,um
redutodaoposiçãoaoMAS
(MovimentoaoSocialismo),
partidodorecém-eleitopresi-
dente LuisArce, estavatensa.
Apoiadoresdodireitista
LuisFernandoCamacho,der-
rotadonopleito, bloquearam
acessos,fazendocomqueo
aeroportodeViru-Viruficas-
se semoperar pordoisdias.
Esperarnãoeraalternati-
va,poisprecisavachegarno
Chileatempodoplebiscito
dedomingo( 25 ). Asoluçãofoi
ir porterra, usandoarotaLa
Paz-Arica, separadaspor 488
kmeestradatortuosaquevai
daCordilheirados Andesaté
olitoral doPacíficochileno.
Otrajetodepaisagensdes-
lumbrantes écheiodehistó-
rias.Umadelas, poucoconhe-
cida, éados mais de 20 milju-
deusque,entre 1938 e 1941 ,
usaramessecaminhoparase
refugiarnaBolívia.Comová-
riospaísesdaregiãose recusa-
vamarecebê-los,essesrefugi-
adosdonazismoviajavamde
navioatéoporto deAricaeali
pegavamotremparaLaPaz.
Aviagemficouconhecida
como“ExpressoJudeu”.Con-
ta-seque,àépoca, naesta-
çãocentraldeLaPaz,ouvia-
se mais alemãoqueespanhol.
Fizomesmotrajeto,decar-
ro,sóquenosentidooposto, e
as pessoascomquemencon-
trei pelocaminhoestãohoje
assustadascomocoronavírus
ecomacrise queveiocomas
medidasderestrição.Nos po-
voados,muitos comérciosfa-
liram.Aolongodaestrada,es-
tações deserviçoestãofecha-
dasouvendemcomidaapenas
pormeiodeumajanelinha.
ARutadel Desierto, poron-
deviajantescostumavamca-
minhar,estávazia.Nos locais
emqueparei, as pessoasarre-
galavamosolhoscomache-
gadadeestrangeiros —afron-
teiradoChileestáfechadahá
mesesdevidoàpandemia.
Alémdepercorrer grandes
distânciasedemeadaptar à
mudançabruscadofrioeda
altitudede 4. 800 metros—
pontomaisaltodotrajeto,
emChungará—,enchendoo
pulmãodear comabrisado
Pacífico, agoraodesafioserá
acoberturadoplebiscito.SC

Para ir aSantiago,


repórterusou


rotadejudeus


quefugiram


donazismo


(^1) Estudantes chilenosprotestam na estaçãode metrôLos Heroes,em Santiago, contrao
aumento da tarifa de transportepúblico, estopimdasmanifestaçõesem 2019;
2 na escaladade tensõesquese seguiu,policiaisprendemmanifestanteduranteconfronto;
(^3) paístemumdeseusmaiores atos, em que1,2milhãode pessoasparticipamde marcha;
4 após4mesesdo iníciodasmanifestações,chilenos continuamindoàs ruas;
(^5) no aniversáriode um anodo iníciodosprotestos, igrejasforamincendiadas
JonathanOyarzun-18.out.19/AtonChile/AFP
IvanAlvarado-23.out.19/Reuters
PedroUgarte -25.out.19/AFP


4


1


2


3


5


JavierTorres -14.fev.20/AFP

Martin Berentti-18.out.20/AFP

FOLHAPORFOLHA

Free download pdf