PCGuia264-Janeiro-2018-opt

(NONE2021) #1
96 / PCGUIA

PLAY


PONTO FINAL
Sim é um bom monitor. Mas é só para quem quer mesmo
ter aquela vantagenzinha em jogos como o CS:GO. O preço
é um pouco alto para um ecrã que apenas lhe consegue
oferecer 1080p.

Construção Velocidade Preço
Distribuidor: Asus Site: asus.pt Preço: €680
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
Tamanho do ecrã: 24,5” (62,23 cm) 16:9
Resolução: 1920 x 1080 Tempo de resposta: 1 ms
(gray to gray) Ligações: HDMI, DisplayPort, 2 x USB 3.0
Dimensão com a base: 564,1 x (383,7 ~ 503,7 mm)
x 253,7 mm

2

3,5

3
PREÇO / QUALIDADE

MEDIÇÕES

EXPERIÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

À


primeira vista, as especificações do
novo monitor Asus ROG PG258 não
impressionam: tem um painel de
imagem com 24,5 polegadas de tecnologia
TN, que oferece uma resolução de 19020 x


  1. Mas há aqui uma coisa que falta dizer:
    consegue uma velocidade de actualização
    (refresh rate) de 240 Hz, que, quando
    combinada com a compatibilidade G-Sync
    da Nvidia, tornam-no numa arma muito
    eficaz, principalmente nos jogos FPS.


VELOCIDADE

Com esta máquina, em conjunto com
uma placa gráfica potente, consegue-se
facilmente chegar a mais de 200 fps em
jogos como CS: GO ou Overwatch. Já em
títulos um pouco mais complexos, como
Call of Duty WW2, será mais complicado,
mas apenas pelo peso que os títulos
mais actuais colocam no sistema de
processamento gráfico. O PG258 é o irmão
mais pequeno do PG348Q de 34 polegadas.
Por fora, é praticamente igual, mas com
dimensões mais reduzidas e não é curvo,
como o PG348. Este monitor mantém o
pé com três apoios e também projecta o
logótipo da Republic of Gamers na mesa,
podendo ser ajustado em altura e também
rodado, para ficar em modo retrato. Tudo
sem ser necessário mexer na base.

ASUS


ROG


PG258


No que toca a entradas, o ROG PG258
tem uma HDMI e uma DisplayPort. Para
ligar o rato e o teclado pode ainda usar as
entradas USB 3.0 incluídas. Os controlos
estão posicionados atrás do lado direito: não
é que tenham de ser usados muitas vezes,
mas quando são, este arranjo dificulta um
pouco a navegação pelos menus. Estes
não são particularmente bonitos, mas
suficientemente simples de usar e fazem o
que é necessário. A qualidade de montagem
e materiais empregues são de uma qualidade
acima da média, mesmo em dispositivos de
gamas mais altas.

E VÊ-SE?

Experimentei o PG258 precisamente com
dois dos títulos de que falei no início do
texto (CS: GO e Overwatch) com o monitor
ligado a uma placa gráfica 1080 Ti e posso
confirmar que a suavidade e claridade da
imagem se notam bastante quando se passa
de um monitor capaz apenas de 60 Hz para
um que já chega aos 144. Já quando se salta
dos 144 para os 240 Hz o melhoramento
já não é tão perceptível.Mas a vantagem
quando se jogam títulos muito rápidos
está lá, mesmo que não se consiga ver à
primeira. Simplesmente não há qualquer
lag, o que é importante quando se quer
competir ao mais alto nível.
A inclusão do sistema G-Sync é importante,
principalmente em monitores capazes de

ultrapassar a marca dos 155 Hz com
a definição Vsync desligada. Isto porque,
acima desta velocidade, a imagem começa
a ficar “partida”. Se tiver uma gráfica
Nvidia, o sistema G-Sync consegue corrigir,
ou minimizar este problema. Infelizmente,
o G-Sync só funciona com gráficas Nvidia.
No entanto existem opções semelhantes
com o sistema da AMD que se chama
FreeSync. P.Tróia
Free download pdf