JORNAL IMPACTO - 06-03-2020

(IMPACTO) #1
2º tenente Ricardo Donato Chaves é o novo comandante da
Base Operacional de Adamantina

Os organizadores esperam mais de 100 ciclistas
de toda a região

JOÃO VINÍCIUS | GRUPO IMPACTO

ARQUIVO PESSOAL

Polícia Rodoviária de

Adamantina tem novo

comandante

DAYANE
MILANI
GRUPO IMPACTO


O 3º Pelotão de Polícia Rodovi-
ária, que abrange as microrregiões
de Adamantina e Dracena, está sob
novo comando desde segunda-feira
(2).
Até o início do mês de março, a
Base Operacional era comandada
pelo 1° sargento Giovani Santos
Barbaroto. Agora, o responsável é
2º tenente Ricardo Donato Chaves,
que tem 32 anos, casado e natural
de Guararapes. Iniciou a carreira
na Polícia Militar em abril de 2008,
na Escola Superior de Soldado em
Pirituba, na Capital Paulista, como
soldado 2ª classe.
Após a formatura em março
de 2009 foi designado para atuar
na Polícia Militar Rodoviária em
Sorocaba, onde permaneceu até
março de 2012. Em fevereiro de
2016 trabalhou na 4ª Companhia
do 2º Batalhão de Polícia Militar
Rodoviária em Araçatuba, ficando
até fevereiro de 2016. Sempre atuou
nas funções operacionais.
Em 2016 foi aprovado e ingres-
sou na Academia de Polícia Militar
do Barro Branco em São Paulo, onde
fez o Curso de Formação de Oficiais
com duração de três anos e, em 2018,
foi declarado aspirante-oficial e clas-
sificado novamente para o Batalhão
de Polícia Militar Rodoviária em
Sorocaba.
Desta vez recebeu a missão
de comandar o 1º Pelotão da 3ª
Companhia em Tatuí e, depois, o 2º
Pelotão em Botucatu. Em 2019 foi
promovido ao posto de 2º Tenente
PM e, no mesmo ano, foi movimen-
tado para o 2º Batalhão de Polícia
Militar Rodoviária e comandou o 1º
Pelotão em Assis até ser designado
para comandar o 3º Pelotão da 2ª
Companhia de Adamantina.
Ao IMPACTO, o novo coman-
dante destacou os desafios de fiscali-
zar 327 km de rodovias, que cortam
22 municípios da Nova Alta Paulista.
Confira:


IMPACTO - Qual o seu maior
desafio no comando desta região?
Tenente Donato - Alinhado à
missão da Polícia Militar em todo
o Estado e do policiamento rodo-
viário, acredito que os desafios são
combate ao crime regional em con-
junto com o policiamento territo-
rial, também aos crimes cometidos
por pessoas que utilizam nossas


rodovias para transporte de drogas
e demais ilícitos penais vindos de
outros estados, como Mato Grosso
do Sul e Paraná, e países vizinhos,
como a Bolívia e o Paraguai. Além
de proteger as pessoas e salvar vidas
por meio de campanhas educativas,
ações preventivas de ostensividade e
fiscalização de trânsito para reduzir
cada vez mais o número de vítimas
em nossas rodovias e proporcionar
um trânsito seguro aos usuários.

IMPACTO - Levantamento
realizado pelo Comando de Po-
liciamento Rodoviário apontou
que no primeiro bimestre de 2020
foi registrado o menor índice de
violência no trânsito rodoviário
deste século. O que atribui a di-
minuição de 17,2% de morte no
trânsito rodoviário no Estado?
Tenente Donato - São muitos
fatores que contribuíram para o
resultado tão significativo. Em
2011 o comando do policiamento
rodoviário criou o Observatório de
Trânsito e identificou que o excesso
de velocidade, dirigir sob influência
de álcool, não utilização do cinto de
segurança, ultrapassagens em locais
proibidos, motociclistas e pedestres
deveriam receber uma atenção
especial, pois estes fatores eram as
principais causas de acidentes com
vítimas fatais.
Desde então, o planejamento
das ações é voltado para coibir as
infrações de trânsito identificadas
como as principais causas de aci-
dente. As campanhas educativas são
desenvolvidas para conscientização
dos usuários das rodovias.
Cabe destacar que recentemente
foram adquiridos etilometros passi-

vos que são utilizados em Operações
Direção Segura – Seletiva e tem auxi-
liado na identificação de condutores
sob influência de álcool.

IMPACTO - Fiscalização, orien-
tação e operações caminham
juntas?
Tenente Donato - Sim, o poli-
ciamento rodoviário busca a todo o
tempo conscientizar os usuários das
rodovias da importância de adotar
cautelas na condução dos veículos
para evitar acidentes e também de-
senvolve operações de fiscalização
em pontos estratégicos para identi-
ficar os condutores que insistem em
descumprir as normas de trânsito.

IMPACTO - O que mais causa
morte nas rodovias?
Tenente Donato - A ação do
condutor que não adota cautelas du-
rante seus deslocamentos nas rodo-
vias quer por realizar ultrapassagens
em locais proibidos pela sinalização,
exceder os limites de velocidade da
via, não utilizar o cinto ou permitir
que seus passageiros não utilizem o
equipamento de segurança, e a prin-
cipal que é dirigir após a ingestão de
bebidas alcoólicas.

IMPACTO - O trabalho da
Polícia Rodoviária é desarticular
o crime organizado antes que
chegue às cidades?
Tenente Donato - Sim, grande
parte das drogas, armas, veículos
furtados ou roubados são transpor-
tados por rodovias e o policiamento
rodoviário utilizando ferramentas
inteligentes e operações conjuntas
busca sempre a identificação e prisão
de criminosos que usam as rodovias.

IMPACTO Sexta-feira6 de março de 2020 WWW.IMPACTONOTICIAS.COM.BR CIDADESCADERNO I
11

População cobra pediatra


em posto de saúde


Ciclistas fazem pedal


solidário em prol aos animais


abandonados neste domingo


SALMOURÃO


LUCÉLIA


JOÃO
VINÍCIUS
GRUPO IMPACTO

A falta de médico pediatra
em posto de saúde de Salmou-
rão tem gerado reclamações e
transtornos aos moradores do
Jardim Toquemburgo. O ques-
tionamento foi apresentado
pelo vereador Leandro de Pau-
la na última sessão ordinária.
Segundo o parlamentar, o
problema ocorre desde que
houve a divisão do atendimen-
to médico entre os dois postos
de saúde da cidade, sendo que
metade da população é dire-
cionada ao Centro de Saúde e
outra parte para UBS Arnaldo
Rabassa – onde o problema
acontece.
“Com a divisão cada mo-

Neste domingo (8), o
grupo de ciclistas Loucos
por Bike e empresários de
Osvaldo Cruz e Lucélia pro-
movem o 1º ‘Pedal Bom Pra
Cachorro’.
O objetivo desta ação,
segundo Carine Lopes Elias,
uma das organizadoras do
evento, é arrecadar fundos
para promover a castração de
animais abandonados, visan-
do evitar a superpopulação.
As inscrições devem ser
feitas com antecedência atra-
vés do site http://www.aro26.com.
br, a um custo de R$10.
“Tudo será preparado
para garantir a segurança
dos ciclista. Podem participar
desde crianças a partir dos 12
anos, acompanhadas dos pais
ou responsáveis, até os mais
velhos. Lembrando que todos
devem portar equipamentos
de segurança como capacete.
É orientado ainda que cada
um leve sua garrafa de água”,

rador tem sua unidade de
referência, porém, apenas o
Centro de Saúde possui pe-
diatra, deixando as crianças
do Jardim Toquemburgo
e adjacências desatendi-
das. A reivindicação, feita
por meio da Indicação n°
4/2020, é das mães, que
estão revoltadas com a situ-
ação”, disse o vereador.
Ainda, segundo de Paula,
há apenas clínico geral na UBS
Arnaldo Rabassa. “Se a Prefei-
tura entendeu que é melhor
a divisão do Município, que
pelo menos ofereça profis-
sionais médicos especialistas
nas duas unidades. O que não
pode acontecer é uma parte da
comunidade ser atendida, en-
quanto a outra fica desassisti-
da, como na falta de pediatra”,
reclama o parlamentar.

explica a organizadora.
A concentração no dia do
evento está marcada para às
7h, com café da manhã na
loja Armazém do Animal,
localizada a avenida Interna-
cional, n° 2501, no centro de
Lucélia. A saída está prevista
para às 7h30.
O percurso do pedal será
de 20 quilômetros para ini-
ciantes e 40 para os mais
experientes. Para iniciantes o
percurso será entre Lucélia/
Inúbia Paulista. Já o percurso
para os experientes passa pelo
bairro Mil Alqueires, fazendas
e Inúbia Paulista.
Os organizadores esperam
mais de 100 ciclistas de toda
a região. Serão entregues
kits para os atletas. Durante
o evento, haverá sorteio de
brindes.
A ação tem o apoio do
grupo Protetoras de Lucélia,
apoiados pela empresa Stillus
Bike de Osvaldo Cruz. D.M.
Free download pdf