(Antfer) #1
DEZEMBRO | CARTA DO PRESIDENTE

Cumprir a nossa missão


REFLEXÃO
DE FIM DE ANO

MARK THIESSEN, NGM


A NATIONAL GEOGRAPHIC ajuda a perce-
ber o mundo. Guiados por esta missão,
relatamos as nossas histórias em todas as
plataformas onde os leitores as procuram.
Prosseguiremos em 2020 o trabalho
desenvolvido pela National Geographic
Society há 131 anos, atribuindo bolsas ino-
vadoras a indivíduos incrivelmente talen-
tosos em todo o mundo. Aproveitaremos
todas as oportunidades para aumentar o
nosso impacte, graças à nova parceria com
a Walt Disney Company. Através do envol-
vimento em plataformas como o novo
serviço de streaming Disney+ e, aprovei-
tando as vantagens incomparáveis da
Disney (que atrai milhões de pessoas com
os seus parques temáticos, experiências,
livros e outros produtos), poderemos expan-
dir o nosso alcance a todo o globo. Estamos
entusiasmados com as possibilidades que
temos pela frente com esta nova parceria.
Este ano, levámos a nossa capacidade
de contar histórias a um novo nível graças
ao trabalho jornalístico que foi recompen-
sado com prémios de excelência. Desta-
cámos preocupações como o flagelo do
plástico nos oceanos, os perigos do turismo
de vida selvagem, o impacte global das
mudanças climáticas. Publicámos também
uma colecção notável de fotografia para
comemorar a forma como as mulheres
estão a mudar o mundo. O trabalho da
revista foi finalista do Prémio Pulitzer (pela
segunda vez em três anos) e o nosso jor-
nalismo impresso e digital ganhou o mais
prestigiado prémio do National Magazine
Awards: o de Excelência Geral.
Os espectadores televisivos entusias-
maram-se com o filme “Free Solo” premiado
com um Óscar, reviveram a crise do Ébola
em “The Hot Zone” e “provaram” o mundo
com o chef Gordon Ramsay através da série
“Uncharted”. O nosso sucesso nos docu-
mentários apoiou-se em projectos como
“Sea of Shadows”, um relato fascinante
sobre o esforço desesperado para salvar
da extinção o mamífero marinho mais


ameaçado da Terra, e “The Cave”, a histó-
ria de uma médica a trabalhar para salvar
vidas na Síria devastada pela guerra.
O público respondeu, ajudando-nos a
bater recordes de bilheteira e a tornarmo-
-nos a primeira marca a ultrapassar 100
milhões de seguidores no Instagram. Estes
indicadores sugerem que há grande procura
de jornalismo com um propósito e que as
pessoas vêem a National Geographic como
uma resposta para essa procura.
Obrigado por assinar, ler, ver, seguir e
partilhar a nossa paixão pelo planeta e por
tudo o que existe nele. O seu apoio e com-
promisso com a National Geographic ins-
pira-nos a continuar a inspirá-lo(a).

Gary Knell, Director-geral da
National Geographic Partners

Ricardo Serrão Santos
O novo ministro do Mar e
nosso consultor em Ecologia
Comportamental e Marinha
desde a primeira edição
decidiu que, embora a posição
de membro do Conselho
Científico da revista seja
individual e não institucional
e tenha sido sempre exercida
sem qualquer remuneração,
interromperá essas funções
enquanto exercer o cargo no
XXII Governo Constitucional.
Perdemos assim momentanea-
mente um dos mais conceitua-
dos consultores da revista
e um amigo que nos ajudou
muito, sobretudo nos anos
de consolidação da publicação
no meio científico. Estamos
muito gratos por tudo o que
Ricardo Serrão Santos fez pela
National Geographic e pelo
que fará no futuro quando
cessar este honroso serviço
que presta ao país.