EBOOK-TEMPO-DE-VOAR (1)

(Marina Marino) #1

melindrando cada vez mais. Até que resolveu entregar os
pontos:



  • Está certo. Sei quando não estou agradando. Sendo
    assim, o melhor que tenho a fazer é sair por aí e me
    entregar aos devaneios. Por certo algo de diferente
    aparecerá, e eu terminarei os meus dias sem resvalar na
    vala comum dos moribundos. É o que farei.


E lá se foi a morte , pé ante pé, sem rumo e de cabeça
baixa.


Mas, e agora? Que atitude tomaria a morte? Como
passaria os últimos instantes da sua vivência? Como
adivinhar seus pensamentos, seus sentimentos?! Sim,
porque uma coisa é tentar sondar as reflexões de uma
pessoa que foi desenganada, fato tanto mais fácil quanto
por mais tempo com ela se conviveu. Outra, bem
diferente, é sondar os meandros daquela que vem
fazendo sempre a mesma coisa desde o início dos
tempos, e, diga-se de passagem, sempre atuando com
absolutos esmero e eficácia.


Ora, teria ela algum arrependimento ou só levaria
lembranças agradáveis do seu ofício? Sairia desta vida
com aquela sensação de vazio ou com o senso do dever
cumprido? Alguém viria chorar sobre o seu túmulo ou
nem mesmo as antigas carpideiras dela se
compadeceriam?

Free download pdf